Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Polícia indicia por lesão corporal e injúria racial envolvidos em briga em hotel

Publicado

em

Briga em hotel da Zona Sul foi flagrada por hóspede
Briga em hotel da Zona Sul foi flagrada por hóspede - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Briga em hotel da Zona Sul foi flagrada por hóspede

Briga em hotel da Zona Sul foi flagrada por hóspede – Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil indiciou o produtor cultural norte-americano H.L. Thompson e um casal, formado por um alemão e uma brasileira, que não tiveram os nomes divulgados, que se envolveram em uma briga no hotel Hilton, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. O caso aconteceu no dia 30 de dezembro.

O artista foi indiciado por lesão corporal e o casal por injúria racial. O rapper acusou os dois de terem o chamado de ‘nigger’, uma grave ofensa contra negros na língua inglesa. Após ouvir a palavra, Thompson deu um soco no rosto do alemão.

Segundo a Polícia Civil, o inquérito deve ser enviado à Justiça na próxima semana.

Após acusar ter sido vítima de racismo, o produtor musical usou as redes sociais para comentar sobre o tema. Na conta oficial dele no Instagram, H.L Thompson publicou: “Não somos os nossos antepassados, o comportamento racista não será tolerado em nenhum nível. O preto é lindo e se isso te deixa desconfortável, esse é o teu problema pessoal, não nosso. Eu amo minha pele negra e não odeio as belas bênçãos de Deus”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.