Conecte-se conosco

Rio

Cadela resgatada no MetrôRio é adotada por funcionária da empresa

Publicado

em

cadela resgatada metrô rio
Cadela resgatada no MetrôRio é adotada por funcionária da empresa (Foto: MetrôRio/ Divulgação)
cadela resgatada metrô rio

Camila Zanela, técnica de Manutenção da empresa ao lado da cadela Aysha (Foto: MetrôRio/ Divulgação)

O ano começou muito bem para a cadelinha Aysha, que ganhou um novo lar na última sexta-feira (14). Após aparecer na Estação Carioca do MetrôRio, ela foi adotada por uma funcionária da empresa. O resgate foi feito pela equipe da concessionária, no dia 28 de dezembro. O animal é dócil e estava com uma coleira com o nome Aysha. Uma mobilização foi realizada nas redes sociais na tentativa de localizar os donos, mas sem  sucesso.

Camila Zanela, técnica de Manutenção da empresa, se apaixonou por Aysha e decidiu levá-la para casa. A cachorrinha foi vacinada e castrada antes de ser doada para sua nova tutora. O encontro das duas aconteceu no Centro de Manutenção da empresa, onde o animal estava temporariamente.

Este foi o quinto resgate de cachorro realizado em 2021 em estações do MetrôRio. Em 21 de julho do ano passado, um pitbull havia entrado no sistema em Vicente de Carvalho, e os agentes conseguiram capturá-lo e localizar o dono. Um dia antes, 20 de julho, porém, outro pitbull entrou na estação São Conrado do MetrôRio. Era uma fêmea, que também foi resgatada pela equipe da concessionária. Na ocasião, a empresa  mobilizou as redes sociais e conseguiu localizar a dona dela, uma moradora da Rocinha.

Em junho, a cadelinha Lucy, que estrelou no noticiário, entrou na estação Saens Peña e foi retirada sem nenhum ferimento pelos agentes de segurança da empresa, cerca de 12 horas depois, no trecho entre Central e Presidente Vargas.

Em abril, ocorreu um resgate entre Engenho da Rainha e Inhaúma. Os animais das duas últimas ocorrências também foram devolvidos aos donos.

Em 2020, as estações do MetrôRio também foram destinos certos para alguns animais silvestres, que foram resgatados. O último caso aconteceu em dezembro, quando um bicho-preguiça foi encontrado na saída de emergência da Estação São Conrado. Os três capturados anteriormente foram: um sagui em abril, na estação Jardim Oceânico; um gavião carcará em julho, avistado por uma condutora na estação Maria da Graça; e um tucano em setembro, na Estação Botafogo. Todos os animais foram devolvidos à natureza.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.